Desde o início da evolução
da espécie humana
nos permitimos perceber que existe e somos mais,
do que hoje chamamos de realidade.



 


SOM
 
A Busca

Mesmo sendo um tema tantas vezes descrito
ao passar dos séculos, a verdade é que continua atual
já que faz parte do software humano, voltando sempre
em nossa consciência, até que seja respondido
em nossos corações.

Não se trata de uma pergunta espiritual, filosófica
ou religiosa, mas a constatação pura e simples
de uma verdade natural que seguirá conosco
como uma pergunta ou como o agradecimento pela vida.

Alguns dizem que tudo começou numa explosão
e que desde então o Universo vem se desenvolvendo
e se aperfeiçoando nesses milhões de anos;
alguns... de que Deus idealizou o Universo
estando controlando-o com sua sabedoria
e outros dizem que somos nós mesmos... deuses.

As perguntas originais seguem assim mesmo:
Por quê? Por quê continuamos a fazê-las?
Seria porque ler, ouvir e acreditar como fazemos
com tantas coisas, nesse caso não funciona?

O que significa essa Busca, que também poderia se chamar Sêde? Sêde de conhecer e não se contentar
com nada a não ser com a solução?

Somos mestres em nos enganar e nos ocuparmos
com qualquer coisa para esquecer... será que não estamos fazendo o mesmo com essas perguntas?
Será que é porisso que ainda não chegamos onde seria nosso destino e porisso nos ocupamos com tantas coisas, para substituir o que sentiríamos se tivéssemos as respostas?
Será que o que buscamos estaria realmente dentro de nós ou o que "está dentro de nós" seria apenas uma desculpa daqueles que não conseguiram nada na vida,
para suportar suas frustrações?

A verdadeira Busca é a do coração e não a encontraremos fora de nós!

Laél Bastida Lopes